π—–π—’π— π—¨π—‘π—œπ—–π—”π——π—’ – π—”π—˜π—₯𝗒𝗣𝗒π—₯𝗧𝗒 𝗗𝗔 𝗛𝗒π—₯𝗧𝗔. π—™π—”π—Ÿπ—§π—” π——π—˜ π—©π—’π—‘π—§π—”π——π—˜ π——π—˜ 𝗩𝗔𝗦𝗖𝗒 𝗖𝗒π—₯π——π—˜π—œπ—₯𝗒 Γ‰ 𝗨𝗠 𝗙𝗒π—₯π—§π—˜ π—’π—•π—¦π—§Γπ—–π—¨π—Ÿπ—’ Γ€ 𝗖𝗒𝗑𝗖π—₯π—˜π—§π—œπ—­π—”Γ‡Γƒπ—’ 𝗗𝗒 π—œπ—‘π—©π—˜π—¦π—§π—œπ— π—˜π—‘π—§π—’

O PSD/Faial lamenta a indisponibilidade do atual Presidente do Governo Regional dos Açores, Dr. Vasco Cordeiro, para que o governo regional participe no processo partilhado com o Governo da República e a ANA, também financeiramente e dentro das suas possibilidades, tendo em vista a ampliação da pista do aeroporto da Horta.
A recusa do Dr. Vasco Cordeiro em que a RegiΓ£o comparticipe neste investimento estruturante para o Faial e para esta Γ‘rea do arquipΓ©lago – ontem transmitida na reuniΓ£o do governo com o conselho de ilha apΓ³s ser questionado por conselheiros afetos ao PSD – Γ© um forte obstΓ‘culo Γ  concretização da ampliação da pista do nosso aeroporto.
A ampliação da pista para, pelo menos 2.050 metros, não é um capricho, é uma condição nuclear para o futuro do Faial e desta Ñrea do arquipélago, e por isso mesmo é também uma antiga e legítima aspiração da população faialense.
Os faialenses tΓͺm sido seriamente prejudicados pelas dificuldades ao nΓ­vel das acessibilidades aΓ©reas. As aeronaves A320 da Sata/Azores Airlines operam no aeroporto da Horta com penalização ao nΓ­vel do peso, o que dificulta gravemente a exportação dos produtos locais, nomeadamente dos produtos frescos como o peixe e hortΓ­colas, com grave prejuΓ­zo para a economia da ilha e para a criação de postos de trabalho.
Γ‰ tambΓ©m esta a causa da maioria das situaçáes em que as bagagens dos passageiros ficam atrΓ‘s, situação que se verificou com grande frequΓͺncia no ΓΊltimo ano, com acentuado incΓ³modo para os residentes e grave prejuΓ­zo para a imagem do Faial e dos AΓ§ores enquanto destino turΓ­stico.
A ampliação da pista é também crucial para permitir a operação das aeronaves que a Sata tem vindo a adquirir (A321Neo), que não podem operar no Faial nas condiçáes atuais.
E o investimento é ainda vital para atrair outras companhias aéreas, que venham complementar o serviço da Sata e contribuir de forma efetiva para melhorar as acessibilidades aéreas ao Faial e a esta parte do arquipélago.
Em termos gerais, a ampliação da pista proporcionarΓ‘ ainda, naturalmente, uma melhoria significativa da performance em matΓ©ria de cancelamentos e divergΓͺncias para outros aeroportos, com vantagens imediatas na satisfação dos passageiros, na redução dos encargos para as companhias aΓ©reas e na recuperação da imagem do Faial e dos AΓ§ores enquanto destino turΓ­stico de excelΓͺncia.
O PSD/Faial esclarece, uma vez mais, que a ampliação da pista não pode ser confundida com a construção das Ñreas de segurança (RESA) a que a ANA/Vinci estÑ obrigada. O que faz sentido, como defenderam novamente os conselheiros social-democratas, é aproveitar a obra de construção das Ñreas de segurança por parte da ANA/Vinci, para ampliar a pista do aeroporto da Horta para, pelo menos, 2.050 metros, sendo esta uma oportunidade que tem de ser aproveitada.
Horta, 31 de julho de 2020
A ComissΓ£o PolΓ­tica da Ilha do Faial
116430463_939273933228962_3288337338920449085_n
fb-share-icon
Scroll to Top