COESÃO TERRITORIAL DEVE SER PRIORIDADE DO PRÓXIMO GOVERNO DOS AÇORES


“Uma das grandes prioridades do próximo Governo dos Açores tem de ser a criação de condições para que as pessoas se possam fixar nas suas ilhas, em especial os mais jovens”. Esta posição foi assumida pelo presidente da Comissão Política da Ilha do Faial, na primeira de um ciclo de três conferências online, organizadas pela JSD/Faial e designadas por Digital Talk’s.

Nesta primeira conferência, dedicada aos temas da inovação e empreendedorismo, Carlos Ferreira classificou o modelo de desenvolvimento da Região como uma questão central relativamente ao empreendedorismo dos jovens do Faial e dos Açores. “Só com oportunidades em todas as ilhas podemos ter verdadeira coesão territorial”, afirmou.

Carlos Ferreira acrescentou que o atual governo, mesmo que não o admita publicamente, mostra diariamente que abandonou o princípio do desenvolvimento harmónico da Região. “O centralismo é, cada vez mais, a imagem de marca do Partido Socialista dos Açores e do seu governo”, reforçou.

Na sua intervenção, abordou a falta de investimento na maioria das ilhas do arquipélago, que classificou como um sério obstáculo ao seu desenvolvimento e como um fator que contribui para a sua desertificação.

“Se as ilhas, em especial as mais pequenas ou menos populosas, são deixadas para trás, os jovens têm menos condições para investir e empreender, porque a probabilidade de terem êxito fica seriamente prejudicada”, concluiu.

A segunda conferência online no âmbito das Digital Talk’s realiza-se hoje e será subordinada ao tema “Escola do Futuro: que desafios?”, pretendendo colocar em debate o ensino à distância, a digitalização do ensino e a inovação pedagógica.

104054555_903336683489354_3993942607923380959_o