HORTA. PSD QUER DEPÓSITOS PARA PLÁSTICOS AGRÍCOLAS E ECOPONTOS DE MATÉRIA ORGÂNICA EM TODAS AS FREGUESIAS


Os vereadores do PSD na Câmara Municipal da Horta entendem que é necessário aprimorar a recolha de resíduos e promover um aumento percentual na taxa de separação do lixo na ilha.

Neste âmbito, propuseram na reunião de Câmara a criação de um depósito específico em cada uma das treze freguesias do concelho da Horta, para a recolha dos plásticos agrícolas resultantes dos silos de erva e milho, facilitando, posteriormente, a sua recolha.

No mesmo sentido, propuseram também a criação de ecopontos em cada freguesia para a recolha de matéria orgânica, de forma a promover um maior aproveitamento e valorização dos resíduos desta categoria, nomeadamente na produção de composto orgânico de qualidade, que poderá constituir um recurso ao dispor dos produtores agrícolas locais e também dos utilizadores domésticos.

A par destas medidas, Carlos Ferreira, Estêvão Gomes e Sandra Goulart propõem ainda a realização de campanhas informativas à população em geral, nas escolas e nos estabelecimentos hoteleiros e de restauração da ilha do Faial.

“A separação dos resíduos na origem promoverá uma maior eficiência no seu processamento e uma maior eficácia para que tenham destino final adequado, evitando a sua mistura e contaminação. Reduzirá também os riscos para a saúde dos trabalhadores do Município que fazem o transporte dos resíduos para o centro de processamento, bem como dos trabalhadores do referido centro”, afirmam.

Para o vereador Estêvão Gomes, “a atividade agrícola assume um importante papel na economia do Faial, estimando-se em cerca de 40 mil o número de rolos de erva produzidos anualmente”.

“No entanto, esta produção representa também cerca de 500 toneladas de resíduos plásticos, que, mesmo não se enquadrando na categoria de resíduos sólidos urbanos, devem merecer a devida atenção da Câmara Municipal da Horta”, conclui.

81901063_807406516415705_6785172029797564416_o