PSD Faial inicia programa de homenagem a Alberto Romão Madruga da Costa


Sr Romão HOMENAGEM A ALBERTO ROMÃO MADRUGA DA COSTA

 

Na ocorrência do primeiro aniversário do falecimento do ilustre faialense Alberto Romão Madruga da Costa, o único açoriano que exerceu os mais altos cargos de Presidente da Assembleia Legislativa e de Presidente do Governo Regional, o PSD da Ilha do Faial iniciou, no passado dia 13 de novembro, um programa de homenagem, que se prolongará até ao dia 15 de abril de 2016.

As iniciativas, do dia 13, foram bastante participadas e sentidas pela família, amigos e população destacando-se a deposição das flores na sua campa e o descerramento da fotografia na sede do PSD com uma excelente e emotiva intervenção do seu amigo Dr. Fernando Faria Ribeiro.

O presidente do PSD Açores, Dr. Duarte Freitas, associou-se a estas iniciativas tendo usado da palavra no descerramento da fotografia na sede do PSD Faial cujas palavras abaixo se transcreve:

Tributo a Alberto Romão Madruga da Costa

Pelo Presidente do PSD/Açores

Alberto Romão Madruga da Costa foi um grande autonomista, defensor da liberdade e que honrou a social-democracia açoriana e a construção da Autonomia dos Açores.

Foi um dos grandes obreiros da Autonomia Regional. Serena e discretamente ajudou a construir o edifício autonómico das nossas ilhas. Amando-as com muito fervor.

Alberto Romão Madruga da Costa foi um senhor da política açoriana. Tenho bem presente na minha memória a sua afetividade, o modo discreto como vincava as suas opiniões, a humildade que enriquecia os seus contributos. Foi um líder que se impôs sem se impor.

Alberto Romão Madruga da Costa foi um dedicado amante das nossas ilhas, das suas gentes e da histórica conquista democrática e autonómica que a Região Autónoma dos Açores alcançou com os seus órgãos de governo próprio, que nos resgataram do abandono para uma estratégia de desenvolvimento social e económico nunca dantes experimentado.

O que soubemos dele, acompanhando a sua vida e obra, foi e é inspirador e ancora-nos no profundo respeito que tivemos e temos por ele.

Democrata de convicção e autonomista de coração e alma, Alberto Romão Madruga da Costa envolveu-se na vida política ativa através do Partido Popular Democrático.

Fez parte de uma geração dourada de açorianos que concebeu e lutou por um específico e ousado enquadramento jurídico-constitucional da Autonomia Política dos Açores. É, por isso, considerado um dos pais da Autonomia Política e Administrativa Regional.

A sua vida pública foi dedicada a desempenhar os mais altos cargos políticos da Região Autónoma dos Açores:

Foi eleito Deputado Regional.

Por duas vezes ocupou a Presidência do Parlamento Açoriano.

Foi Secretário Regional dos Transportes e Turismo.

Foi Presidente do Governo Regional dos Açores.

É, assim, na história da Autonomia Política e Democrática dos Açores, o único cidadão que exerceu os dois mais altos cargos nos Órgãos de Governo Próprio da Região.

Foi membro do Comité das Regiões da União Europeia e Vice-Presidente da Comissão das Ilhas da Conferência das Regiões Periféricas Marítimas da Europa.

Foi Conselheiro de Estado, Vogal do Conselho Superior da Defesa Nacional, do Conselho Superior de Segurança Interna e do Conselho Superior de Informações.

O legado da sua vida e obra imortaliza Alberto Romão no registo da nossa história açoriana e autonómica.

A sua personalidade, afável, amiga, leal e prestadora, convoca-nos para uma saudade eterna.

Horta, 13 de novembro de 2015