PSD/FAIAL QUER EQUIPAS LOCAIS DE PROTEÇÃO CIVIL NAS FREGUESIAS


CPI FAIAL

O PSD/Faial defende a criação de unidades de proteção civil nas freguesias, uma medida incluída no programa autárquico de 2017, “que seria inicialmente levada a cabo em algumas freguesias-chave do concelho da Horta, e posteriormente na totalidade das freguesias que não integram o perímetro citadino”, adiantou Carlos Ferreira.

As Unidades Locais de Proteção Civil são estruturas previstas na Lei de Bases da Proteção Civil, com um raio de ação correspondente ao território de cada freguesia, “e que podem constituir um meio eficaz e importante quer ao nível da prevenção, quer para garantir a rapidez da primeira intervenção em caso de sinistro”, explicou o presidente da Comissão Política de Ilha.

Do mesmo modo, os social democratas elogiaram o apoio municipal à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial, para a aquisição de uma ambulância polivalente, com capacidade para transporte de utentes em cadeiras de rodas e em maca.

Aliás, Carlos Ferreira também enalteceu os contributos “de muitos cidadãos anónimos e de entidades da ilha, que em conjunto proporcionaram as condições necessárias para a aquisição daquela viatura”, disse.

“Todos os cidadãos beneficiam de uma melhor capacidade de resposta dos bombeiros, quer seja para acorrer a situações de emergência, quer seja no transporte não urgente de doentes”, afirmou o social democrata.

A dotação de equipamentos às corporação de bombeiros é uma das condições relevantes para a proteção de pessoas e bens, devendo ser complementada por outras medidas, como a valorização profissional e formativa dos seus elementos, o planeamento e definição de procedimentos, e a criação e posicionamento adequados de equipas locais de primeira intervenção em matéria de proteção civil, como propõe o PSD faialense.