Rosa Dart empenhada e atenta às questões sociais


rsRosa Dart empenhada e atenta às questões sociais

 A candidata Rosa Dart tem visitado centros de dia e falado com os idosos da sua terra bem como com idosos de outras ilhas por onde tem passado. Temos uma grande fatia da nossa população envelhecida e que precisa de viver com condições dignas e esclarecida. Muitos dos idosos com quem tem falado tem sido enganados e desinformados.

É inadmissível que alguém se aproveite de campanhas para não falar a verdade a quem tanto merece e que passou uma vida a trabalhar. “Enquanto houver quem tenha dúvidas, lá estarei para esclarecê-las, dentro das minhas possibilidades, pois é para isso que servem as campanhas”, afirma Rosa Dart.

A maior parte das dúvidas consiste nas suas pensões, que foram cortadas no tempo dos PEC’s pelo governo que antecedeu a Passos Coelho. Nesta legislatura houve cortes impostos nos subsídios de Natal que estão a ser repostos em duodécimos, e também houve cortes em pensões superiores a 1500€ e que já nem estão em vigor, situando-se esses cortes agora em pensões superiores a 4600€. “Com Passos Coelho já houve no início do ano aumentos nas pensões mínimas e continuaremos esse trabalho de apoiar quem mais precisa ao contrário de António Costa que pretende retirar da Segurança Social 1000 milhões de euros para aplicar na reabilitação urbana, algo que não cabe na cabeça de ninguém”, refere a candidata.

“Passos Coelho fez bem a este País e não quero que ninguém vote sem saber a verdade só porque ‘ouviu dizer’, a situação é por demais importante para que hajam dúvidas.”

“Nos próximos 4 anos continuaremos a defender mais aumentos nas pensões mínimas, sociais e rurais, sendo ainda possível devolver, em 20% ao ano a redução remuneratória aplicável aos trabalhadores da função pública, atingindo-se a recuperação integral em 2019.”, afirma ainda a candidata.

Horta, 30 de setembro de 2015